top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

Quais habilidades preciso desenvolver para ser advogado criminalista?

Quais habilidades preciso desenvolver para ser advogado criminalista?

Quais habilidades preciso desenvolver para ser advogado criminalista? Para conseguir ser um bom advogado criminalista e ter sucesso no mercado, é necessário desenvolver algumas habilidades. Ter boa oratória? Saber escrever bem? Saber trabalhar em equipe? Vamos falar sobre esse tema hoje?

Eu sou a Cris Dupret, advogada criminalista há mais de 15 anos e coordenadora do Curso de Prática na Advocacia Criminal, onde preparo centenas de advogados iniciantes para a prática penal. Assim que eu decidi ingressar na carreira da Advocacia Criminal, me questionei se eu teria o perfil adequado para ser advogada criminalista. Se você se encontra nesse momento e quer saber quais habilidades precisa para ser advogado criminalista, leia esse artigo até o final.

No Curso de Prática na Advocacia Criminal te dou o passo-a-passo necessário para iniciar na Advocacia Criminal, desde a elaboração do contrato de honorários, a escolha do nicho, o contato com o cliente até a atuação recursal e oral. Além de modelos de peças editáveis, material de apoio, ambiente de dúvidas, grupo de whatsapp para interação entre os alunos e alunas do curso e muito mais! (CLIQUE AQUI)

Perfil de um advogado criminalista de sucesso

Assim como qualquer outro tipo de preconceito existente na sociedade brasileira, seja racismo, homofobia, transfobia, intolerância religiosa, infelizmente, ainda se fazem presentes preconceitos em relação à profissão da advocacia criminal. Por outro lado, é preciso destacar que o papel que o advogado criminalista exerce na sociedade é fundamental para garantir que a lei seja aplicada de forma justa a qualquer cidadão, culpado ou inocente.

Dentre várias habilidades que você precisa desenvolver para ser advogado criminalista, destaquei três das que considero mais importantes para o profissional se destacar na advocacia criminal. Obviamente, essa não é uma verdade absoluta, é apenas a minha opinião sobre o tema.

As habilidades profissionais são competências desejadas no ambiente de trabalho para que as atividades sejam realizadas da melhor forma possível em cada ocupação. Muitas vezes, elas nascem junto com o indivíduo. Mas, geralmente, elas são desenvolvidas e aprimoradas com estudos e a prática.

Como desenvolver soft skills

Hoje, já não é apenas o domínio do conhecimento técnico que te diferencia no mercado de trabalho. As habilidades soft skills, que se contrapõem às hard skills (habilidades técnicas), referem-se às nossas habilidades comportamentais.

Então, se você está pensando em como se destacar no mercado de trabalho hoje, na advocacia, dentre outros fatores, é preciso desenvolver essas habilidades soft skills, primeiramente se conhecendo. O autoconhecimento é uma ferramenta primordial para começar a desenvolver soft skills.

Depois, você precisa aprender a se comunicar melhor com cada tipo de pessoa. Com uma boa oratória, você organizar melhor os seus pensamentos e a sua argumentação se torna muito mais clara e acessível.

Ademais, quem desenvolve habilidades de negociação, adquiri mais recursos para advogar e consegue fechar mais acordos com clientes, não é verdade?

Por fim, costumo dizer que dentro de um mercado que traz resultados proporcionais aos nossos rendimentos, ter uma alta performance é um dos fatores para o sucesso profissional. Desta forma, trabalhar com eficiência é uma importante soft skill na advocacia.

Abaixo, destaco as duas habilidades que eu desenvolvi ao longo da minha carreira na Advocacia Criminal e que acredito serem fundamentais para você que quer ser advogado criminal.

Inteligência emocional

Atuar na Advocacia Criminal, onde a sua atuação prática no processo penal pode ser decisiva na vida das pessoas, é algo muito sério e, em algumas situações, pode ser bastante estressante. Por isso, é muito importante saber lidar com emoções no ambiente de trabalho. Desenvolvendo essa soft skill, além de render mais, você aprende a se adaptar às situações de maneira rápida e eficiente.

Nesse sentido, ter inteligência emocional é um diferencial importante para os advogados criminalistas. Saber lidar com os casos mais desafiadores e separar o trabalho da vida pessoal é essencial para sua qualidade de vida e obter sucesso na carreira.

Paixão pela Advocacia Criminal

Trabalhar com o que se ama e tem paixão é a melhor habilidade de um advogado criminalista. Quando você é apaixonado pelo que faz, você não desiste facilmente quando enfrenta obstáculos e desafios que a profissão pode impor.

Além disso, quando amamos a nossa profissão, o trabalho é um grande prazer e não uma simples obrigação! Isso contribui para que a sua mentalidade esteja mais aberta ao desenvolvimento de soluções inovadoras e à criatividade, bem como auxilia no desenvolvimento de habilidades como a sensibilidade em relação aos seres humanos para quem você irá trabalhar.

Amar a Advocacia Criminal é amar o ser humano. Se preocupar com cada cliente, seus familiares, seu futuro, ou seja, não apenas cumprir com o seu papel de representar alguém em um processo penal, mas ir além disso e sentir a dor do outro como se fosse a sua. Esse pode ser um grande diferencial para o profissional da área penal. Nunca deixando o profissionalismo de lado, claro.

No nosso Curso de Prática na Advocacia Criminal procuro estimular o desenvolvimento dessas habilidades tão importantes hoje para a advocacia 4.0. Outros exemplos de soft skills em alta no mercado são a colaboração; flexibilidade; capacidade de trabalhar sob pressão; perfil de liderança de equipe.

Bom, espero ter contribuído com você que está pensando em iniciar na Advocacia Criminal. Claro que existem muitas outras habilidades importantes para você ser um bom Advogado Criminalista.

Diariamente, eu posto esses conteúdos aqui no intuito de te ajudar nesse desafio de melhorar a sua atuação nessa área penal. Então, não deixe de me acompanhar aqui e nas minhas redes sociais.

2 visualizações0 comentário

留言


bottom of page