top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

Como começar a advogar na área criminal

Como começar a advogar na área criminal

Como começar a advogar na área criminal? Essa é uma pergunta muito comum dos nossos alunos aprovados na Segunda Fase da OAB de Direito Penal, porque, afinal de contas, os alunos aprendem toda a teoria do Direito Penal e do Direito Processual Penal durante a faculdade e preparação para o Exame de Ordem, contudo, ainda que tenha estagiado na área criminal, o aprendizado da parte prática, na vida real, é extremamente fraco.

Eu sou a Cris Dupret, advogada criminalista atuante na área de consultoria e mentora de advogados iniciantes na Advocacia Criminal através do Curso de Prática na Advocacia Criminal, onde preparo, com foco na prática, advogados que desejam atuar com segurança na área penal.

Hoje, quero apontar 3 dicas essenciais de como começar a advogar na área criminal, sem esgotar o assunto, é claro! Vamos lá?

O Curso de Prática na Advocacia Criminal te ensina desde os aspectos mais básicos como o atendimento ao cliente, até as atuações mais complexas como a sustentação oral. E ele está com uma condição imperdível! Para ter acesso vitalício ao curso CLIQUE AQUI e ao fazer sua matrícula, escolha o acesso vitalício – ao invés de 1 ano de acesso, você poderá acessar enquanto o curso existir!

1. Estude e busque sua especialização

Inicialmente, posso falar por experiência própria que, para o sucesso profissional e financeiro na advocacia, é preciso estudar muito! Mas, estudar sozinho é muito mais desafiador do que estudar com especialistas na área criminal, concorda?

Pois bem. É muito importante estudar teoria, leis, tratados, jurisprudência e tudo que envolva a matéria Direito Penal e Processo Penal. Contudo, você precisa aprender como tudo isso acontece na prática!

O meu Curso de Prática na Advocacia Criminal foi idealizado pensando exatamente nisso: transformar você em especialista na área e capacitado para enfrentar os casos práticos na vida real. Pensei nisso!

2. Mantenha seu ritmo de estudo e participe de eventos da área criminal

Além de manter o ritmo de estudo, mesmo ao final de um curso de Especialização ou Prática na Advocacia Criminal, por exemplo, procure também participar de todos os eventos relacionados a área criminal, como palestras, congressos, seminários, cursos de atualização/extensão.

Além disso, participe das comissões da OAB, instituições, associações e demais entidades relacionadas ao estudo do Direito Penal e do Processo Penal.

É importante estar envolvida (o) com pessoas que atuam na mesma área que você, até mesmo para troca de experiências, aprendizado e networking (rede de contatos). Se conectar com profissionais ou grupos que têm o mesmo interesse que você pode ser uma grande vantagem para o início da sua carreira nesta área.

3. Faça parcerias produtivas e vantajosas

No início, as parcerias podem ser bastante produtivas e vantajosas. Faça parcerias com escritórios de Advocacia Criminal de outras cidades. Busque na internet os contatos e mande e-mail com uma proposta de parceria.

Você também pode buscar fazer parcerias com escritórios de outras áreas do Direito (Civil, Empresarial, Trabalhista etc.) da sua região. Desta forma, quando eles receberem clientes da área criminal, eles podem te indicar como especialista. É uma ótima forma de captar clientes.

No Curso de Prática na Advocacia Criminal temos um grupo de whatsapp exclusivo para alunos advogados de todo o país, o que torna o networking muito produtivo. De lá já vi sair várias parcerias e muita troca de experiências!

CLIQUE AQUI para baixar o conteúdo completo.

Bom, espero ter contribuído com você que está pensando em iniciar na Advocacia Criminal.

Se curtiu esse conteúdo, comente abaixo e dê sugestões de outros temas. Vou adorar ler seu comentário.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page