top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

Como acompanhar o cliente na delegacia em caso de flagrante (COM VÍDEO)

Como acompanhar o cliente na delegacia em caso de flagrante

Para muitos advogados criminalistas, especialmente aqueles que estão no início da carreira, a prática forense criminal pode ser um desafio. Em particular, quando se trata de atuar em delegacias de polícia ou realizar diligências na fase policial, é comum que surjam dúvidas e inseguranças.

Como alguém que já passou por essa fase, compreendo essas dificuldades e, por isso, desenvolvi um módulo especial sobre a atuação do advogado na fase policial em meu Curso de Prática na Advocacia Criminal. Nesse módulo, abordo desde a introdução e modalidades de investigação até a audiência de custódia, além da postura do advogado no inquérito e os cuidados necessários nesse momento.

Meu nome é Cris Dupret, sou advogada criminalista e mentora de advogados iniciantes na área criminal que buscam a prática forense necessária para sua atuação no dia a dia. Hoje, gostaria de compartilhar algumas orientações gerais sobre como o advogado criminalista deve atuar na delegacia. É importante ressaltar que essas dicas não têm a pretensão de esgotar o assunto, mas podem ajudar a orientar os advogados nessa etapa crucial do processo criminal. Vamos lá? Assista antes esse vídeo:

Curso de Prática na Advocacia Criminal te ensina desde os aspectos mais básicos como o atendimento ao cliente, até as atuações mais complexas como a sustentação oral. E ele está com uma condição imperdível! Para ter acesso vitalício ao curso CLIQUE AQUI e ao fazer sua matrícula, escolha o acesso vitalício – ao invés de 1 ano de acesso, você poderá acessar enquanto o curso existir!

Como atuar em delegacia de polícia

Quando um indivíduo é preso em flagrante delito, é essencial que ele conte com a assistência de um advogado criminalista para garantir seus direitos e proteger seus interesses. A presença de um advogado pode fazer toda a diferença no desfecho do caso, por isso, é fundamental que o profissional esteja preparado para acompanhar o cliente na delegacia. Neste artigo, vamos apresentar algumas dicas para os advogados que vão atuar em casos de flagrante. Acompanhe!

Esteja disponível e preparado para atuar imediatamente

Um dos principais aspectos a serem considerados é a disponibilidade do advogado. Quando um cliente é preso em flagrante, o tempo é um fator crucial, e o advogado deve estar preparado para atuar imediatamente. O ideal é que o profissional esteja disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, para atender a qualquer chamado do cliente ou de sua família.

Além disso, é importante que o advogado esteja preparado para lidar com casos de flagrante. Ele deve estar atualizado sobre a legislação penal e conhecer os procedimentos que são adotados na delegacia. Assim, poderá agir com eficiência e rapidez.

Converse com o cliente antes de ir à delegacia

Se for possível, antes de ir à delegacia, é importante que o advogado converse com o cliente para entender a situação em que ele se encontra. O objetivo é coletar informações importantes que possam ser úteis para a defesa. O advogado deve perguntar ao cliente sobre as circunstâncias em que foi preso, quem foram as testemunhas que presenciaram o fato, se há evidências que possam ajudar na defesa, entre outras informações relevantes.

Esteja presente durante a oitiva do cliente

Durante a oitiva do cliente na delegacia, o advogado deve estar presente para garantir que seus direitos sejam respeitados. Ele deve orientar o cliente sobre o que pode e o que não pode ser dito, de modo a evitar que ele se incrimine inadvertidamente. Além disso, o advogado deve estar atento ao que é dito pelos policiais e pelos outros envolvidos no caso, de modo a poder questioná-los posteriormente, se necessário.

Conheça os direitos do cliente

O advogado deve conhecer os direitos do cliente e garantir que eles sejam respeitados. Entre os direitos que devem ser assegurados estão o direito ao silêncio, o direito de ser informado sobre o motivo da prisão, o direito de permanecer calado durante a oitiva, o direito de ter um advogado presente durante a oitiva, entre outros.

Seja ético e respeitoso

O advogado deve agir com ética e respeito durante todo o processo. Ele deve se comunicar de forma clara e objetiva, evitando jargões e termos técnicos que possam confundir o cliente. Além disso, deve ser empático e sensível às emoções do cliente, que pode estar passando por um momento difícil.

Se você é um advogado criminalista que deseja se aprimorar na prática forense criminal e obter conhecimentos específicos sobre a atuação em fase policial, o Curso de Prática em Advocacia Criminal do IDPB é o que você precisa.

O curso oferece um módulo especial sobre a atuação do advogado na fase policial, com ensinamentos desde a introdução e modalidades de investigação até a audiência de custódia, além da postura do advogado no inquérito e os cuidados necessários neste momento.

Quais os casos em que o advogado criminalista pode ser contactado para ir à delegacia acompanhar o cliente?

O papel do advogado criminalista é fundamental para proteger os direitos dos seus clientes em diferentes situações. Abaixo, esclarecemos em detalhes em quais casos o advogado criminalista pode ser contatado:

Cliente preso em flagrante: Se o seu cliente foi preso em flagrante, é importante que você seja contatado o mais rápido possível. Nesse caso, o advogado poderá orientar o cliente sobre seus direitos, como o direito de permanecer em silêncio e o direito de ter um advogado presente durante o interrogatório. O advogado também poderá tomar medidas para garantir que o cliente seja tratado de forma justa durante a prisão e para avaliar as opções de defesa disponíveis.

Cliente que foi chamado para depor: Se o seu cliente foi chamado para depor em uma investigação criminal, é importante que ele tenha um advogado presente durante o depoimento. O advogado poderá orientar o cliente sobre como responder às perguntas de forma adequada, protegendo seus direitos e evitando armadilhas que possam comprometer sua posição no caso.

Cliente que foi testemunha de crime: Se o seu cliente foi testemunha de um crime, o advogado pode ajudar a avaliar a relevância do testemunho do cliente para o caso e fornecer orientações sobre como proceder durante o interrogatório. O advogado também pode tomar medidas para proteger o cliente de qualquer ameaça ou intimidação.

Cliente que foi vítima de crime: Se o seu cliente foi vítima de um crime, o advogado pode ajudar a garantir que o crime seja denunciado às autoridades competentes e orientar o cliente sobre como proceder durante o processo penal. O advogado também pode buscar indenização para a vítima, além de tomar outras medidas para proteger os direitos do cliente.

Em resumo, o advogado criminalista pode ser contatado em diversas situações, como quando o cliente foi preso em flagrante, chamado para depor, é testemunha ou vítima de crime. Independentemente do caso, a presença do advogado é fundamental para proteger os direitos do cliente e garantir que ele seja tratado de forma justa durante o processo penal.

O que o advogado deve fazer se seu cliente foi intimado a comparecer em delegacia

Se o seu cliente foi intimado a comparecer em uma delegacia, é importante que você, como advogado criminalista, tome algumas medidas para proteger seus direitos e garantir que ele seja tratado de forma justa durante o processo.

Uma das primeiras coisas que você deve fazer é pesquisar se há algum mandado de prisão em aberto contra o seu cliente. Isso pode ser feito consultando as bases de dados públicos, como o site do Tribunal de Justiça do estado onde ocorreu o crime ou a Vara de Execuções Criminais, por exemplo.

Além disso, é importante que você converse com o seu cliente sobre o motivo pelo qual ele foi intimado a comparecer na delegacia, para que possa se preparar adequadamente para o caso. Durante o depoimento, oriente o seu cliente a responder apenas o que for perguntado e de forma objetiva, evitando falar mais do que o necessário.

Caso seja necessário, solicite a presença de um perito para acompanhar as diligências ou solicite a cópia dos autos do inquérito, para que possa analisar as provas contra o seu cliente e tomar as medidas necessárias para proteger seus direitos.

Por fim, lembre-se de que o advogado criminalista é um profissional fundamental para garantir a defesa do seu cliente e que a presença dele é essencial para proteger os direitos do cliente durante todo o processo penal.

Como se preparar para acompanhar um flagrante?

Acompanhar um cliente na delegacia em caso de flagrante é uma tarefa desafiante para o advogado criminalista, mas que pode fazer a diferença na vida do cliente. É importante que o advogado esteja preparado para atuar imediatamente, converse com o cliente antes de ir à delegacia, esteja presente durante a oitiva do cliente, conheça os direitos do cliente e seja ético e respeitoso durante todo o processo.

Ao seguir essas dicas, o advogado estará preparado para atuar de forma eficiente e defender os interesses do cliente da melhor forma possível. É importante lembrar que a atuação do advogado pode ser determinante para o desfecho do caso, por isso, é fundamental que ele esteja sempre atualizado e preparado para lidar com os desafios que surgirem durante o processo.

Vale lembrar que a relação entre o advogado e o cliente deve ser baseada na confiança e no respeito mútuo. O cliente deve se sentir seguro e amparado pelo advogado, que por sua vez, deve agir com transparência e dedicação para garantir a melhor defesa possível. Com uma boa atuação do advogado, é possível garantir que os direitos do cliente sejam respeitados e que a justiça seja feita.

Se você é um advogado ou advogada que busca aprimorar sua atuação na área criminal, incluindo a atuação em delegacias, o Curso de Prática na Advocacia Criminal é a escolha certa para você. Com o módulo especial sobre atuação na fase policial e muitos outros conteúdos práticos, você estará preparado para lidar com os desafios da prática forense criminal.

Não perca mais tempo, acesse agora o link e garanta sua vaga no Curso de Prática na Advocacia Criminal. Aprenda com quem tem experiência na área e se torne um advogado ainda mais preparado para atuar na defesa dos seus clientes.

#Prática

0 visualização0 comentário
bottom of page