top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

COMO SE TORNAR UM ADVOGADO CRIMINALISTA ATUANTE NA EXECUÇÃO PENAL?

COMO SE TORNAR UM ADVOGADO CRIMINALISTA ATUANTE NA EXECUÇÃO PENAL?

Considerações iniciais

A carreira jurídica, como qualquer outra, traz uma série de desafios os quais precisam ser enfrentados para que o crescimento seja constante e de forma elevada. Esses desafios acontecem, principalmente, no início, mas permanecem durante toda a caminhada.

            Inicialmente, o bacharel sai da faculdade de Direito e não sabe bem por onde começar. Ele pode até gostar e se identificar com a área criminal, mas, por exemplo, não entende que, dentro da esfera penal, existem nichos que podem ser devidamente explorados e escolhidos.

            Da mesma forma, o advogado mais experiente pode estar preso a dogmas institucionais e crenças do passado, achando que sua advocacia não pode mudar e, por isso, perde grandes oportunidades de crescimento em outros nichos da ciência criminal.

            Um grande e excelente nicho da área penal pouco explorado é a área da execução penal. Uma porque nenhuma faculdade de Direito, pública ou privada, desenvolve bem o tema; segundo porque muitos advogados e advogadas, erroneamente, acreditam ser um nicho perigoso.

        Eu sou Ulisses Pessôa, diretor do IDPB, doutor em Direito, autor de diversas obras jurídicas, advogado consultor e mentor de advogados que pretendem atuar na Advocacia Criminal.

Antes de continuar a leitura, assista o vídeo abaixo:

CONHEÇA O CURSO DECOLANDO NA EXECUÇÃO PENAL – CLIQUE AQUI e conheça o curso

            Infelizmente o desconhecimento é enorme e perda de oportunidades cavalar. A grande maioria dos advogados e advogadas acabam se interessando muito mais pela investigação criminal e pelo processo de conhecimento propriamente dito e acabam fazendo o que todos já fazem, ou seja, o mais do mesmo.

            O nicho da execução penal, além de não ser perigoso, é uma grande oportunidade de aumentar os ganhos financeiros e levar a advocacia criminal para um outro patamar econômico e de reconhecimento.

            O Instituto Direito Penal Brasileiro (IDPB) traz um super curso, qual seja, o “decolando na execução penal” para desmistificar todo o conteúdo referente ao nicho da execução penal e ensinar, na prática, como desvendar os mistérios desta jornada.

            Mas como se tornar um advogado especialista em execução penal? Quais os primeiros passos a seguir para que a execução penal se torne uma grande realidade na prática da advocacia penal?

Vamos ver alguns pontos essenciais para se tornar um grande advogado criminalista no nicho da execução penal.

Capacitação a todo vapor

Para se tornar um grande advogado na área da execução penal, tem que se capacitar de maneira diferenciada. Ou seja, tem que se especializar, estudar de forma que o atuar se torne normal como andar de bicicleta.

            É isso mesmo, os institutos da execução penal precisam estar cristalinos no dia a dia da sua atuação. E, para tanto, não é, definitivamente, estudando, tão-somente, teoria e teoria, mas teoria com ênfase prática.

            Aqui no Instituto Direito Penal Brasileiro, você encontra um curso que te faz advogar saindo do zero na execução penal, o que se torna um diferencial frente aos cursos que são apresentados e expostos no mercado nacional.

            Infelizmente, as faculdades de Direito, públicas e privadas, não dão a devida atenção a este nicho da advocacia e a apresentação da matéria é totalmente teórica e, quase sempre, num curto espaço de tempo, ou seja, um único período. Desta forma, é impossível aprender com habilidade e perspicácia.

            Por isso que praticamente todos os advogados saem despreparados da faculdade, sem uma visão correta daquilo que deve ser feito e com uma insegurança grandiosa acerca dos institutos da execução penal.

            Essa insegurança acaba gerando medo, perplexidade e, consequentemente, resistência quanto à operacionalidade do nicho da execução penal. Mas isso é óbvio, pois a ausência de conhecimento em relação a qualquer tipo de matéria, seja no Direito ou fora dele, traz medo e acanhamento do desenvolvimento das respectivas atividades.

            Por isso, a capacitação é a ordem do dia para quem quer penetrar no nicho da execução penal. Sem uma especialização voltada para a prática, é quase impossível de se dominar esta área das ciências criminais.

Conhecer bem os cálculos da execução penal

Não é novidade pra ninguém que advogado não sabe fazer cálculo, mas é extremamente necessário que se desenvolva esta habilidade, principalmente, no que diz respeito ao nicho da execução penal.

            Neste nicho, desenvolver bem os cálculos é extremamente necessário para a soltura de determinados detentos, vez que muitos magistrados se equivocam quanto à sentença e, desta maneira, alguns indivíduos acabam ficando presos acima do tempo correto, tendo seus Direitos Fundamentais vilipendiados.

            Assim, o advogado especialista em execução penal tem que estar afiado com todos os cálculos realizados quanto à propositura da pena e atendo aos erros cometidos pelo judiciário. Logo, não tem saída e não tem para onde correr!

            Mesmo assim, a dificuldade é enorme. Se o magistrado, que tem a responsabilidade constitucional de não se equivocar quanto aos cálculos, equivoca-se, quanto mais o advogado que não foi treinado para isso!

            Pois é, mas é realmente o defensor que precisa estar antenado quanto aos erros de cálculo, pois é no erro do magistrado que o advogado de execução penal mais busca soluções. 

            Pensando nisso, no curso “decolando na execução penal”, o IDPB desenvolveu uma super calculadora para você advogado não ter mais dificuldades com os famigerados “cálculos da execução” e, de uma vez por todas, entender da melhor forma possível com fazê-los e, a reboque, verificar os diversos erros cometidos pelos magistrados da execução penal.

Amar os Direitos Fundamentais

            O advogado especialista em execução penal é um “angustiado” no que diz respeito à proteção dos Direitos Fundamentais. Isso porque, a todo momento, os detentos das penitenciárias brasileiras são tratados com coisas ao invés de verdadeiros sujeitos de Direitos Fundamentais.

            Desta forma, o advogado especializado nesta área tem a função principal de proteção dos Direitos Fundamentais do detento, lutando por um Direito execucional mais justo, limpo e equilibrado.

            O que você está esperando para iniciar neste nicho tão incrível e mudar sua perspectiva na advocacia criminal prática? O que você está esperando para transforma a vida daqueles que mais precisam? o que você está esperando para aumentar os seus ganhos na advocacia criminal?

            Venha para o Instituto Direito Penal Brasileiro e mude, de uma vez por todas, a sua visão profissional!

0 visualização0 comentário
bottom of page