top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

Como fazer um artigo científico do zero?

Como fazer um artigo científico do zero?

Você sabe escrever um artigo científico do zero? Escrever um artigo científico não é exclusividade de quem já está inserido(a) na vida acadêmica. Se você tem vontade de escrever um artigo jurídico para sites, blogs ou até mesmo periódicos, tais como revistas jurídicas, desenvolver seu TCC, ou ainda pretende fazer um mestrado ou um doutorado ou mesmo escrever um livro, é fundamental saber fazer um artigo científico.

Eu sou a Cris Dupret, presidente do IDPB, onde coordeno vários cursos de qualificação como o Curso de Escrita Acadêmica e Científica, onde ensinamos você a escrever um artigo científico do zero, proporcionando a segurança para colocar as suas ideias no papel e desenvolver um belo artigo jurídico! Vamos falar sobre isso hoje?

Comunidade Criminalistas de Elite – (CLIQUE AQUITenha acesso aos Cursos de Prática na Advocacia Criminal, Curso Completo de Direito Penal, Curso de Leis Penais Especiais, Curso de Marketing Jurídico, Prática na Jurisprudência Criminal, além de acessar todas as aulas ao vivo, podcasts e integrar um grupo de whatsapp com interação entre advogados de todo o Brasil.

O que é um artigo científico?

Um artigo científico é um tipo de produção textual que pode ser realizada no âmbito acadêmico ou científico, e possui o objetivo de discutir, teoricamente, ideais, métodos, técnicas, processos e resultados dentro de uma determinada área do conhecimento.

Um artigo científico é publicado com a finalidade de divulgar os resultados de uma pesquisa ou para ampliar uma determinada área de conhecimento.

Um bom artigo científico é escrito com linguagem adequada e de forma clara para que a comunidade em geral possa compreender a mensagem concreta que realmente se deseja transmitir naquele texto.

Quanto à formatação de um artigo científico, existem algumas exigências ou regras estruturais e seguir como, por exemplo: título, resumo, introdução, métodos, resultados, conclusões e referências bibliográficas.

Atualmente, o desejo por ter uma pesquisa com certificado de excelência acadêmica tem se tornado cada vez maior. Inclusive, os advogados têm procurado se qualificar nesse sentido e publicar artigos científicos, pois, além de ser enriquecedor para o currículo de quem quer seguir no ambiente universitário e produzir conhecimento, também pode gerar mais reconhecimento do seu trabalho como advogado e, consequentemente, pode impactar positivamente na sua carteira de clientes.

Fato é que, muitos estudantes e advogados percebem que tem as ideias na cabeça, mas não conseguem colocá-las no papel e não sentem qualquer segurança.

Você pode não ter percebido, mas se você se sente dessa forma, é bem provável que tenha um caminho longo e desafiador pela frente para, enfim, conseguir desenvolver um belo artigo jurídico e ser reconhecido por isso; para conseguir desenvolver um trabalho de conclusão de curso; ser aprovado em um mestrado/doutorado ou mesmo escrever um livro com mais facilidade.

A questão é que o seu sucesso profissional depende disso, pode acreditar! Já pensou em ter várias publicações? O quanto isso faria com que você se posicionasse muito bem em algumas buscas feitas por leitores? O quanto isso poderia te trazer um reconhecimento como autoridade naquele tema escrito e trabalhado em um artigo científico? Bom, são várias as vantagens de aprender a escrever um artigo científico, mas para isso, é essencial um bom treinamento de escrita científica.

Abaixo, trago algumas orientações sobre a escrita de um artigo científico, sem esgotar o assunto que é extenso e complexo. Por isso, desenvolvemos um Curso de Escrita Acadêmica e Científica, onde ensinamos passo a passo de como escrever um artigo científico do zero, aprofundando em todas as questões pertinentes sobre o tema para te proporcionar a segurança necessária como, por exemplo: a escolha do título do artigo, como desenvolver a estrutura do artigo, normas da ABNT, e muito mais.

Planejamento da escrita

Inicialmente, já adianto que, saber como escrever um artigo científico exige uma série de etapas de preparação, ou seja, antes mesmo de começar a escrita do artigo científico, é necessário todo um planejamento de onde quer chegar com aquela produção textual.

Assim, na fase do planejamento de um artigo científico, devemos estabelecer a estrutura do artigo científico e seus capítulos/sessões, além do limite de laudas. Geralmente, as revistas científicas pedem entre 15 a 25 páginas para publicação (verifique as instruções da revista antes de escrever).

Desenvolvimento do artigo científico

Após o planejamento da escrita ou do artigo científico, você seguirá com o desenvolvimento da sua pesquisa. Nessa fase, você começa a escrever sobre o tema escolhido e a estruturar o texto do seu artigo científico.

Além disso, é no desenvolvimento do artigo científico que você fará uma revisão bibliográfica. Em suma, você pesquisará em bases científicas, referências sobre aquele tema, autores que já pesquisaram e escreveram sobre o assunto, ou seja, você pesquisará o seu referencial teórico. Mesmo que sua pesquisa se trate de um tema novo, é preciso trazer outros teóricos que complementem a sua teoria.

Considerações finais de um artigo científico

Ao escrever as considerações finais da sua pesquisa, é necessário retomar o tema e ressaltar a contribuição acadêmica do seu trabalho. Nesse momento, o autor deverá realizar uma síntese dos elementos constantes no texto do trabalho, conectando as ideias e fechando as questões apresentadas na introdução do trabalho. Nas conclusões, os leitores querem entender, de forma clara, a possível solução do seu problema de pesquisa.

Bom, essas eram algumas breves orientações sobre como dar o pontapé inicial para escrever artigos científicos, um caminho bastante interessante para advogados que queiram ganhar notoriedade na publicação de livros e artigos, profissionais que precisam elaborar projeto de Mestrado ou Doutorado, trabalhos de conclusão de curso, dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado.

Além disso, o Curso de Escrita Acadêmica e Científica ainda atende estudantes de direito que já queiram se preparar para a escrita jurídica e para a escrita acadêmica.

Te esperamos lá!

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page