top of page
  • Foto do escritorDario Alexandre

Como atuar na prática penal sem errar?

Como atuar na prática penal sem errar?

Como atuar na prática penal sem errar? Penso que esse seja o sonho de todo advogado criminalista. Mas, já digo de antemão que os erros fazem parte do processo de crescimento profissional. Eu sei que ninguém gosta de errar, em nenhuma área da vida. Por isso, na carreira profissional, o mais importante é buscar se qualificar para atuar na prática penal, sabendo que, quanto mais qualificado você for, menos chances de cometer erros você terá.

Eu sou o Ulisses Pessôa, advogado criminalista atuante na área de consultoria e mentor de advogados iniciantes na Advocacia Criminal através do Curso de Prática na Advocacia Criminal, onde preparamos, com foco na prática, advogados que desejam atuar com segurança na área penal. No artigo de hoje, quero apontar 3 dicas essenciais de como começar a advogar na área criminal com mais segurança, por consequência, com menos chances de errar, sem esgotar o assunto, é claro! Vamos lá?

CURSO DE PRÁTICA NA ADVOCACIA CRIMINAL – CLIQUE AQUI curso prático que abrange honorários, precificação, atendimento em delegacia, acompanhamento de flagrante, atuação no processo, em audiências, em recursos, 100% on-line, com visualizações ilimitadas das aulas, certificado de conclusão e material de apoio, Banco de peças, modelos e jurisprudências, ambiente de dúvidas diretamente com a Professora Cris Dupret. ACESSO POR DOIS ANOS E PARCELAMENTO NO BOLETO EM ATÉ 24 VEZES.

Como aprender a advogar na área criminal?

Muitos advogados e advogadas acreditam que o melhor caminho necessariamente é por meio da própria experiência. É claro que, buscar experiências é uma forma de conseguir ir melhorando a sua atuação prática na advocacia criminal ao longo do tempo. Isso é um fato. Aconteceu comigo.

Contudo, quando você decide aprender com a própria experiência, sem nenhum planejamento ou suporte, há um grande risco de cometer sérios erros na sua prática criminal. Errar faz parte do aprendizado, mas você não deseja aprender errando, certo?

Além disso, na área criminal, a atuação sem a devida preparação é um dos maiores erros que o advogado criminalista iniciante pode cometer. Isso porque, na área penal, lidamos com vidas, vidas que importam, independente se são culpados ou inocentes. Por isso, na Advocacia Criminal é preciso atuar muito bem qualificado, evitando cometer erros por falta de conhecimento teórico e prático.

Por isso, caso você esteja buscando dicas de como iniciar a sua atuação na advocacia criminal com menos erros possíveis, vou listar 3 dicas rápidas que acho fundamentais.

1) Faça uma especialização prática na Advocacia Criminal

Inicialmente, posso falar por experiência própria que, para o sucesso profissional e financeiro na advocacia, é preciso estudar muito! Mas, estudar sozinho é muito mais desafiador do que estudar com especialistas na área criminal, concorda?

Pois bem. É muito importante estudar teoria, leis, tratados, jurisprudência e tudo que envolva a matéria Direito Penal e Processo Penal. Contudo, você precisa aprender como tudo isso acontece na prática!

O meu Curso de Prática na Advocacia Criminal foi idealizado pensando exatamente nisso: transformar você em especialista na área e capacitado para enfrentar os casos práticos na vida real.

É notório que as faculdades de Direito não ensinam como advogar na prática. Mesmo se você realizou o estágio obrigatório e participou do Núcleo de Prática Jurídica da faculdade, o que tenho observado é que os advogados iniciantes concluem o curso e ainda consideram que não estão preparados para a prática da advocacia criminal.

Nesse sentido, um curso de prática é fundamental para desenvolver o conhecimento teórico e prático necessários para a atuação na Advocacia Criminal, tanto para advogados(as) em início de carreira, quanto para aqueles que já atuam, porém precisam estar sempre atualizados.

Sabemos que para ter sucesso em qualquer carreira profissional, é preciso estudar muito, se qualificar e se especializar, cada vez mais. Ainda mais em profissões que lidam com a vida das pessoas, como na Advocacia Criminal.

Ademais, um bom curso de prática pode te proporcionar noções fundamentais para sua atuação na advocacia criminal, ensinamentos que você não aprendeu na faculdade e não aprenderá somente nos livros. Pense nisso! Seria um investimento no seu futuro profissional.

2) Mantenha seu ritmo de estudo e participe de eventos da área criminal

Além de manter o ritmo de estudo, mesmo ao final de um curso de Especialização ou Prática na Advocacia Criminal, por exemplo, procure também participar de todos os eventos relacionados a área criminal, como palestras, congressos, seminários, cursos de atualização/extensão.

Além disso, participe das comissões da OAB, instituições, associações e demais entidades relacionadas ao estudo do Direito Penal e do Processo Penal.

É importante estar envolvida (o) com pessoas que atuam na mesma área que você, até mesmo para troca de experiências, aprendizado e networking (rede de contatos). Se conectar com profissionais ou grupos que têm o mesmo interesse que você pode ser uma grande vantagem para o início da sua carreira nesta área.

3) Faça parcerias produtivas e vantajosas

No início, as parcerias podem ser bastante produtivas e vantajosas. Faça parcerias com escritórios de Advocacia Criminal de outras cidades. Busque na internet os contatos e mande e-mail com uma proposta de parceria.

Você também pode buscar fazer parcerias com escritórios de outras áreas do Direito (Civil, Empresarial, Trabalhista etc.) da sua região. Desta forma, quando eles receberem clientes da área criminal, eles podem te indicar como especialista. É uma ótima forma de captar clientes.

No Curso de Prática na Advocacia Criminal temos um grupo de whatsapp exclusivo para alunos advogados de todo o país, o que torna o networking muito produtivo. De lá já vi sair várias parcerias e muita troca de experiências!

Essa também é uma forma de atuar na Advocacia Criminal sem errar, pois, vejo que os alunos e alunas enviam várias dúvidas de casos concretos e os advogados que já têm mais experiência orienta aquele que tem menos.

Bom, espero ter contribuído com você que está pensando em iniciar na Advocacia Criminal.

Se curtiu esse conteúdo, comente abaixo e dê sugestões de outros temas. Vou adorar ler seu comentário.

3 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page